Menu
RSS

Antigo administrador da SODMAT é detido por desviar 4 milhões de dólares

Antigo administrador da SODMAT é detido por desviar 4 milhões de dólares

Um antigo presidente do conselho de administração da Sociedade de Desenvolvimento Agrícola da Matala (SODMAT), no sul de Angola, está detido, juntamente com outros três administradores, acusados do crime de peculato, divulgou hoje o Ministério Público.

De acordo com o sub-procurador-geral da República na província da Huíla, Hernâni Beira Grande, os detidos são acusados de terem desviado 3,2 milhões de euros.

Segundo o magistrado, o antigo presidente do conselho de administração da estatal da SODMAT, Luís Arsénio Salvaterra dos Santos, e os restantes administradores foram detidos porque o crime de peculato não admite liberdade provisória.

Os acusados estiveram à frente da gestão da SODMAT no período entre 2006 e 2012 e são visados pelo alegado desvio de quatro milhões de dólares (3,2 milhões de euros).

O sub-procurador-geral da República explicou ainda que "competia ao conselho de administração gerir todos os negócios sociais, efetuar as operações relativas à materialização do objeto social, dentro dos limites legais e da escritura da sociedade", o que "não veio a acontecer".

"Por isso, os valores acabaram por ser utilizados indevidamente em benefício dos arguidos, razão da existência desse processo-crime", apontou Hernâni Beira Grande.

Last modified onQuarta, 07 Março 2018 21:55
.
. =
.
.
back to top

Recomendamos