Menu
RSS

Angola vai instalar 50 pontos de telemedicina em todo o país

Angola vai instalar 50 pontos de telemedicina em todo o país

Angola vai ter 50 pontos de telemedicina, sobretudo nas províncias que registam doenças mais endémicas, como a malária, anunciou hoje a ministra da Saúde, Sílvia Lutucuta, referindo que o país está a completar uma década de uso de telemedicina.

"Estamos já a trabalhar com o Ministério das Telecomunicações e Tecnologias e Informação. Por esta altura vão ser colocados 50 pontos de telemedicina nas províncias mais endémicas, em que por exemplo temos mais malária e outras doenças", explicou a ministra.

A governante falava aos jornalistas à margem da cerimónia de abertura do Fórum Internacional de Tecnologias de Informação - Angotic 2018, tendo informando ainda que estão já a ser colocados pontos nas províncias Huambo, Moxico, Cuando-Cubango, Uíge e Lunda Norte.

De acordo com a governante, há 10 anos que Angola faz uso da telemedicina, dando como exemplo a cardiologia pediátrica, em que o diagnóstico é feito, em algumas zonas, à distância, apenas com técnicos no local.

"Faziam as ecografias, eram feitas as consultas por telemedicina com uma instituição em Coimbra, isto permitiu que o diagnóstico de cardiopatia congénita complexa em mais de 1.800 pacientes fosse feita, o que resultou em cirurgias com sucesso", apontou, recordando os 10 anos de telemedicina em Angola

Do Fórum Internacional de Tecnologias de Informação - Angotic 2018 arrancou hoje em Luanda, decorrendo até quinta-feira, numa iniciativa do Ministério das Telecomunicações e Tecnologias e Informação.

.
.
.
.
back to top

Recomendamos