Menu

"Não renunciarei. Repito, não renunciarei" - Presidente do Brasil, Michel Temer

"Não renunciarei. Repito, não renunciarei" - Presidente do Brasil, Michel Temer

"Não renunciarei. Repito, não renunciarei", disse hoje o Presidente do Brasil, Michel Temer, numa curta declaração pública.

Temer garantiu que não deixará o Governo após a divulgação de gravações com alegados pedidos de suborno envolvendo o seu nome serem reveladas por empresários da JBS.

Citado numa gravação entregue por Joesley Batista, dono da JBS, na qual ele alegadamente apoiou o pagamento de suborno para o ex-deputado Eduardo Cunha, o chefe de estado brasileiro negou ter qualquer relação com este fato.

"Ouvi, realmente, o relato de um empresário que por ter relações de um ex-deputado [Eduardo Cunha] auxiliava a família dele, mas não solicitei que isto acontecesse e só tive acesso a este facto nesta conversa", declarou.

"Em nenhum momento autorizei que pagassem a quem quer que seja para ficar calado, não comprei o silêncio de ninguém por uma razão singela que não temo nenhuma delação [acordo de investigados com a Justiça em troca de redução da pena]", acrescentou.

O Presidente brasileiro defendeu que a investigação autorizada contra si pelo juiz Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF) irá revelar "todas as explicações", ressaltando enfaticamente "no STF demonstrarei não ter nenhum envolvimento com estes fatos".

Antes de afirmar que não iria renunciar, Michel Temer disse que seu Governo viu nesta semana os melhores resultados do ano, lembrando a queda da inflação e números que mostravam o retorno do crescimento da economia brasileira.

"Os dados de geração de empregos criaram esperança de dias melhores. O otimismo retornava e as reformas avançavam no Congresso Nacional. Ontem [quarta-feira] contudo, a revelação de uma conversa gravada clandestinamente trouxe de volta o fantasma de uma crise política de proporção ainda não dimensionada", frisou.

Michel Temer concluiu dizendo que "todo o imenso esforço de retirar o país de sua maior recessão pode se tornar inútil. Não podemos jogar no lixo da história tanto trabalho feito em prol do país".

A crise no Governo brasileiro começou na passada quarta-feira quando o jornal brasileiro O Globo divulgou parte de gravações sobre um encontro que o chefe de Estado brasileiro teve com um dos donos da JBS, Joesley Batista, em março, no qual ele supostamente deu aval para o pagamento de suborno em troca do silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha.

Segundo o diário, na gravação, Michel Temer também teria dito a Joesley Batista que o deputado Rodrigo Rocha Loures seria responsável por resolver uma pendência da J&F (holding que controla a JBS) junto ao Conselho Administrativo de Defesa Económica (Cade).

Depois desta indicação, Rocha Loures foi filmado pela polícia brasileira a receber uma mala com 500 mil reais (142 mil euros) que foi enviada pelo empresário Joesley Batista.

O deputado Rocha Loures é próximo do chefe de Estado brasileiro, pois foi chefe de Relações Institucionais da vice-Presidência quando Michel Temer ocupava este cargo.

O áudio citado também revelaria que Michel Temer supostamente adiantou ao dono da JBS que o Banco Central do país iria baixar os juros em 1%, fato que constituiria crime de divulgar informações privilegiadas.

LUSA

Mídia

voltar ao topo
BNA ‘proíbe’ bancos de cobrar por abertura de contas, transferências e emissão de multicaixa

BNA ‘proíbe’ bancos de cobrar por abertura de contas, transferências e emissão d…

BANCA. Bancos estão impedidos, desde finais de Março, de fazer cobranças a servi...

Governo angolano avisa que acusação a Manuel Vicente ameaça relações com Portugal

Governo angolano avisa que acusação a Manuel Vicente ameaça relações com Portuga…

O Governo angolano classificou esta sexta-feira como "inamistosa e despropositad...

Banco Barclays recusa fortunas dos governantes e altas patentes do regime angolano

Banco Barclays recusa fortunas dos governantes e altas patentes do regime angola…

O Barclays está a fechar as portas às fortunas dos angolanos. Depois do fim do v...

Veja a mansão que a Odebrecht construiu para o ditador de Angola com seu dinheiro

Veja a mansão que a Odebrecht construiu para o ditador de Angola com seu dinheir…

José Eduardo dos Santos é destes amigos improváveis arranjados pela diplomacia b...

PAGINAS PRINCIPAIS

ENTRETENIMENTO

  • Shows
  • Música

DESPORTO

  • Girabola 2016                         
  • Outros Esportes

SOBRE NÓS

  • Grupo Media VOX POPULI

REDES SOCIAIS

  • Facebook
  • Instagram

RÁDIOS & TV

Radio AO24 Online

Em Breve