Menu

Trump acusa Obama de espionar seus telefones durante campanha presidencial

Trump acusa Obama de espionar seus telefones durante campanha presidencial

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, acusou seu antecessor, Barack Obama, de espionar os telefones da sede de seu império imobiliário, a Trump Tower, em Nova York, em outubro de 2016, pouco antes de sua vitória na eleição realizada no mês seguinte.

A denúncia foi feita pelo republicano no Twitter, mas ele não indicou de onde saíram tais informações. "Acabei de descobrir que Obama interceptou as linhas da Trump Tower pouco antes da vitória. Nada foi encontrado. Isso é Macartismo", escreveu Trump, fazendo referência à perseguição contra comunistas no país na época da Guerra Fria.   

"Quão baixo foi Obama ao interceptar meus telefones durante o sagrado período eleitoral. Isso é Nixon/Watergate. Mau (ou doente) garoto!", acrescentou o presidente dos Estados Unidos, ressaltando que um "bom advogado" poderia fazer "um grande caso" se levasse esse episódio à Justiça.   Até o momento, Obama não respondeu às acusações de seu sucessor.   

Em seu segundo mandato, o democrata ficou marcado pelas denúncias de espionagem contra a Agência de Segurança Nacional (NSA), que monitorou as comunicações de líderes do mundo todo, como a chanceler da Alemanha, Angela Merkel, e a então presidente do Brasil, Dilma Rousseff. (ANSA)

Obama e esposa fecham acordo recorde para publicar livros

Segundo o "Financial Times", a oferta para adquirir os direitos das publicações ultrapassou os US$ 65 milhões.

O ex-presidente dos EUA Barack Obama e a esposa, Michelle, assinaram um acordo de valor recorde com a editora Penguin Ramdom House, para a publicação de um livro de cada um.

Os detalhes do contrato não foram divulgados, mas, de acordo com o jornal "Financial Times", a oferta para adquirir os direitos das publicações ultrapassou os US$ 65 milhões (R$ 202 milhões).

Se confirmado, o valor pago aos Obamas representaria mais que o dobro do recebido pelos antecessores do democrata, George W. Bush e Bill Clinton, por suas memórias.

O presidente executivo da Penguin, Markus Dohle, disse estar "emocionado por continuar a parceria de publicações com os Obamas".

Por selos associados à editora, o democrata publicou "A Origem dos Meus Sonhos" ("Dreams From My Father", 1995) e "A audácia da Esperança" ("The Audacity of Hope", 2006). Cada um vendeu mais de três milhões de exemplares nos Estados Unidos.

A ex-primeira-dama publicou em 2012 "American Grown: The History of the White House Kitchen Garden and Gardens Across America", sobre jardinagem e alimentação.

UOL Noticia

Mídia

voltar ao topo
BNA ‘proíbe’ bancos de cobrar por abertura de contas, transferências e emissão de multicaixa

BNA ‘proíbe’ bancos de cobrar por abertura de contas, transferências e emissão d…

BANCA. Bancos estão impedidos, desde finais de Março, de fazer cobranças a servi...

Governo angolano avisa que acusação a Manuel Vicente ameaça relações com Portugal

Governo angolano avisa que acusação a Manuel Vicente ameaça relações com Portuga…

O Governo angolano classificou esta sexta-feira como "inamistosa e despropositad...

Banco Barclays recusa fortunas dos governantes e altas patentes do regime angolano

Banco Barclays recusa fortunas dos governantes e altas patentes do regime angola…

O Barclays está a fechar as portas às fortunas dos angolanos. Depois do fim do v...

Veja a mansão que a Odebrecht construiu para o ditador de Angola com seu dinheiro

Veja a mansão que a Odebrecht construiu para o ditador de Angola com seu dinheir…

José Eduardo dos Santos é destes amigos improváveis arranjados pela diplomacia b...

PAGINAS PRINCIPAIS

ENTRETENIMENTO

  • Shows
  • Música

DESPORTO

  • Girabola 2016                         
  • Outros Esportes

SOBRE NÓS

  • Grupo Media VOX POPULI

REDES SOCIAIS

  • Facebook
  • Instagram

RÁDIOS & TV

Radio AO24 Online

Em Breve