Menu

Angola cresce 1,2% este ano e acelera para 1,5% em 2019, segundo o Banco Mundial

Angola cresce 1,2% este ano e acelera para 1,5% em 2019, segundo o Banco Mundial

O Banco Mundial estima que a economia de Angola vá crescer 1,2% este ano, alicerçado num "aumento modesto" da produção petrolífera, abaixo da média da África subsaariana, que deve crescer 2,6% em 2017.

"Em Angola, o crescimento deverá aumentar de 1,2% em 2017 para 1,5% em 2019, impulsionado por um modesto aumento na produção de petróleo", escrevem os analistas do Banco Mundial no relatório deste ano sobre `O Pulsar de África`.

Os autores fazem também uma nota relativamente às eleições previstas para agosto deste ano, considerando que "as metas orçamentais registam um défice estável, mas os riscos de grandes derrapagens na despesa pública nas vésperas das eleições deste ano continuam altos".

No documento, lê-se que o crescimento previsto para as economias da África subsaariana é de 2,6% este ano, uma aceleração face aos valores do ano passado, em que o abrandamento da economia mundial e a descida dos preços das matérias-primas criaram desequilíbrios nas contas públicas dos países mais dependentes dos recursos naturais.

"A recuperação na atividade económica deve continuar em 2018 e 2019, refletindo as melhorias nas condições internas, as subidas dos preços das matérias-primas e a recuperação do crescimento mundial", acrescenta o relatório.

O documento, no entanto, considera que "o ritmo da recuperação é fraco", essencialmente porque as três maiores economias da região (Angola, Nigéria e África do Sul) crescerão apenas ligeiramente, "no seguimento de um forte abrandamento em 2016".

A região, dizem, "está confrontada com uma necessidade urgente de recuperar o fôlego no crescimento e torná-lo mais inclusivo, o que vai requerer profundas reformas para melhorar as instituições para o crescimento do setor privado, desenvolver os mercados de capital locais, melhorar a quantidade e a qualidade das infraestruturas públicas, melhorar a eficiência dos serviços básicos e fortalecer a mobilização dos recursos domésticos".

LUSA

Modificado emquinta, 20 abril 2017 16:25

Mídia

voltar ao topo
Governo angolano avisa que acusação a Manuel Vicente ameaça relações com Portugal

Governo angolano avisa que acusação a Manuel Vicente ameaça relações com Portuga…

O Governo angolano classificou esta sexta-feira como "inamistosa e despropositad...

Futuro PR não deverá atacar pessoas ligadas a José Eduardo dos Santos - Alves da Rocha

Futuro PR não deverá atacar pessoas ligadas a José Eduardo dos Santos - Alves da…

O economista Alves da Rocha defendeu hoje que o provável futuro Presidente de An...

Banco Barclays recusa fortunas dos governantes e altas patentes do regime angolano

Banco Barclays recusa fortunas dos governantes e altas patentes do regime angola…

O Barclays está a fechar as portas às fortunas dos angolanos. Depois do fim do v...

Veja a mansão que a Odebrecht construiu para o ditador de Angola com seu dinheiro

Veja a mansão que a Odebrecht construiu para o ditador de Angola com seu dinheir…

José Eduardo dos Santos é destes amigos improváveis arranjados pela diplomacia b...

PAGINAS PRINCIPAIS

ENTRETENIMENTO

  • Shows
  • Música

DESPORTO

  • Girabola 2016                         
  • Outros Esportes

SOBRE NÓS

  • Grupo Media VOX POPULI

REDES SOCIAIS

  • Facebook
  • Instagram

RÁDIOS & TV

Radio AO24 Online

Em Breve