Menu
RSS

População do Moxico inconformada com preço da passagem aérea de 36.703 Kwanzas

População do Moxico inconformada com preço da passagem aérea de 36.703 Kwanzas

A população da província do Moxico, usuária dos serviços da TAAG, Linhas Aéreas de Angola, continua inconformada com o sistema de novos tarifários aplicados pela companhia, por beneficiar apenas os passageiros que fazem reservas com antecedência de sete e 14 dias para viagens domésticas.

Em declarações hoje à Angop, os interlocutores deploraram tal medida por em nada satisfazer as preocupações da população desta região e também pelo facto de, na maioria das vezes que se deslocam, não progra as viagens antecipadamente.

Amândio Eduardo, funcionário público abordado pela Angop no aeroporto local, argumentou que, geralmente, as pessoas recorrem aos voos da TAAG, única a operar no Moxico, por imprevistos ou emergências de serviços, familiares e doenças, cujas viagens não obedecem à programação.

Por este facto, insistiu que a medida aplicada pela TAAG, prevendo somente descontos para os passageiros que fazem a reserva de viagens, pouco ou quase nada muda na vida da maioria da população local.

Defendeu a necessidade de se adoptar uma outra alternativa que ajuda os passageiros que realizam viagens de urgências.

Corroborando da mesma opinião, o empreendedor, Jossias Leitão, pediu às autoridades competentes a velarem por esta situação, a julgar pela instabilidade da economia do país e pela perda do poder de compra dos cidadãos.

Sugeriu, por outro lado, o aumento do número de frequências de voos para esta província, de um para dois, diariamente, tendo em conta a sua localização geográfica e o mau estado de conservação das estradas que ligam a cidade do Luena ao resto do país. 

Por sua vez,José Joaquim, funcionário público, aconselhou à direcção da TAAG a reduzir o preço actual do bilhete (36.703 Kwanzas) para 30 ou 25 mil kwanzas, tal como anteriormente.

Em resposta, o chefe de Escala da TAAG no Luena, Genipro Narciso, reiterou que enquanto o conselho da administração não dar outras orientações, a companhia continuará a materializar a política de desconto em vigor.

Explicou que o desconto será feito de acordo com três níveis tarifários introduzidos no sistema de reserva, sendo um na cabine executiva, denominado, classe “D” e dois na área económica com denominações “S” e “B”.

Salientou que os descontos, tanto o de 10 e o de 20 porcento, serão baseados no preço do bilhete no dia da compra, de acordo com a oscilação cambial.  

As actuais classes económicas denominadas “Y” e “C”, estarão disponíveis para os clientes que não pretendem adquirir o bilhete de passagem com antecedência, informou o chefe da escala. 

A nova política de gestão da TAAG de reservas e emissão de bilhetes de passagem nas rotas domésticas, entrou em vigor a partir das zero horas do dia 19, do mês em curso.

O preço actual dos bilhetes da TAAG obriga um grande número de passageiros a optarem por viagem de comboio, que para além de ser morosa torna – se constrangedora, em caso de emergência e bastante cansativa.

..
..
back to top

Recomendamos