Menu
RSS

Jornalista multado em meio milhão de Kwanzas por escavação de buraco no seu próprio terreno

Jornalista multado em meio milhão de Kwanzas por escavação de buraco no seu próprio terreno

O Jornalista correspondente da France Press em Angola, Daniel Frederico também conhecido por “Jonas Pensador” foi intimado pela Administração do Distrito Urbano da Vila Flor em Viana a pagar uma multa no valor de 550 000 Kz, ( 2.750 Euros) por este ter orientado a escavação de buracos para sapatas para construção da residencia oficial do Delegado e da Delegação daquele orgão internacional em Angola .

“Fui notificado a comparecer na Administração, os fiscais encontraram escavações de buracos para construção, não havia nem blocos, nem cimento, nem um outro tipo de material, apenas buracos e quando cheguei a Administração da Vila Flor adjacente a centralidade do kilamba , fui multado a pagar 35 salarios mínimos no valor correspondente aos 550 mil Kz, no prazo de 30 dias, por alegadamente ter cometido o crime de transgressões administrativas” relata

Inconformado, em declarações a imprensa , o Profissional da comunicação social explica que a alegada multa só veio por não compactuar com o jogo da corrupção instalada nas Admnistrações de Viana e em particular na Vila flor , “adquirimos o espeço de terra há tres meses e já encontramos estas escavações, no dia 10 de setembro dirigi-me a Administração onde reuni com o senhor Administrador Domingos Cruz da Cruz Foncesa, onde fui bem atendido, que me orientou os documentos necessários para solicitação da Licença de Obras e Legalização do referido espaço de terra” e adianta que “ mesmo depois de dar a entrada dos processo, fui a Área da Fiscalização onde me pediram 100 mil Kz afim de me ajudarem, supostamente, porque segundo o Sr Sampaio e dona Liliana poderiam me passarem uma declaração que me permitisse fazer a vedação de apenas o Quintal, porque o pedido de licença leva entre 10 a 16 meses para sair ” conta

“O Senhor Sampaio da Fiscalização disse me que o processo de espera de Licença para Obras demora e para não ficar parado, se pagar os 100 mil Kz Eu poderia começar a construir com uma declaração provisoria de 30 dias e caso não, teria que esperar por um ou dois anos para começar a obra” denuncia

“Acho que como já tinha dado a entrada dos processos e estou a espera da referida licença, ordenei os pedreiros a aprofundar apenas as escavações qui já encontrei no terreno, para que quando a licença sai-se podesse dar inicio a Obra, mas infelizmente acho que por não corroborar com a mafia, com indícios de corrupção , fui vitima e multado só por cavar buracos de sapatas no meu próprio quintal , uma multa altíssima de 35 salarios para ser pagos em apenas um mês, o que até agora eu não entendo a razão” concluiu.

O Jornalista denuncia também já ter entrevistado cidadãos em mesmas condições de praticas ilegais a qual os construtores passam naqueles arredores de Viana ,

Antonio Miguel “Tony” de 32 anos, pedreiros de profissão, por emxemplo, confirmou que a pratica é habitual em cada obra que pega

“Aqui na Vila flor a fiscalização sempre faz isso, cobram 50, 60 até mesmo 100 mil Kwanzas, quando te encontram a trabalhar na obra, ou levam material, se você pagar na hora ti deixam, caso não, levam material” denunciam.

Last modified onSexta, 14 Setembro 2018 14:30
.
..
.
.
back to top

Recomendamos